O Maracutaia completa, em 2016, onze anos de pesquisa e prática no universo da cultura popular brasileira e ritmos de matriz africana. Formado por 9 músicos e 3 bailarinas, o grupo atualmente desenvolve os seguintes projetos artísticos e culturais:

  • BOCA DE NEGO; Seu mais novo projeto - espetáculo e 1º CD de repertório autoral;
  • Bailijesá, um show com extenso e variado repertório de ijexás;
  • Oficinas de dança e percussão;
  • Bloco de Maracatu de Baque Virado, que mobiliza uma multidão no período do carnaval.

De pés fincados na terra e com a cabeça no mundo, esse coletivo de música e dança vive a interação entre o urbano, o popular e o sagrado. Desafio de constante (re)criação que busca articular a tradição e o contexto contemporâneo de forma viva e pulsante. Suas apresentações são uma experiência única de força e beleza, tanto na rua quanto no palco.

 

BOCA DE NEGO (2015) >>----->

BOCA DE NEGO é fruto da necessidade de um registro do momento criativo do grupo, resultado da pesquisa e prática dos integrantes no universo popular brasileiro. Passando pelo maracatu de baque virado e outros ritmos de matriz africana, o ijexá serviu de matéria prima básica para a composição.

Num processo de criação coletiva, as idéias foram lapidadas em agosto de 2013, de onde saíram as músicas que compõem o CD: Exú de Ifa; Mariana; Iara Negra; Logun Edé; Valongo; Ogum Massa; Orunmilá; Olhos Nus; Obatalá; Nanã e Boca de Nego.

Gravado em 2014, produzido por Mateus Bahiense e mixado por Marcos Suzano, o álbum tem arranjos que se baseiam na formação básica do grupo - 3 congas, alfaia, agogô e agbês (xequerê) - e agregam novas sonoridades: guitarra, ylu, moringa, caixa, ferros, pratos e efeitos.


O trabalho baseado em voz e percussão ganhou ainda overdubs do cello de Felipe Abreu, com texturas eletrônicas resultadas de interferências orgânicas. Enriquecendo a percussão, Alexandre Garniz, Dofono de Omulu e Alfredo Alves foram convidados especiais.

O álbum traz a energia marcante do Maracutaia e seus ritmos. As composições coletivas de uma forma muito íntima refletem a partir de som, poesia, gestos e imagens a ligação dos integrantes com a cultura dos orixás difundida no Brasil.

>>----> O Espetáculo

O álbum BOCA DE NEGO é a base musical do espetáculo de mesmo nome que une em cena músicos e bailarinas. O resultado é um espetáculo rítmico e performático, com expressões e potências particulares nascidas na união entre música e dança, dando vida às composições do álbum.

Na construção cênica foi desenvolvido um trabalho de conscientização do movimento com a preparadora Clarissa Feijó, que desenvolve uma expressão corporal particular para a montagem, resultante dos processos individuais, coletivos e do diálogo com as nossas mitologias afro brasileiras.

O espetáculo já foi pré-lançado no projeto DIA DE ZUMBI, que foi realizado nos teatros da Caixa Cultural de Brasília (palco italiano) e Rio de Janeiro (arena).

 

Capa do álbum BOCA DE NEGO.
download / youtube / soundcloud

fotos:


Pré-lançamento do Espetáculo “BOCA DE NEGO” no Teatro da Caixa Cultura - Nov de 2014. Fotos: Bel Acosta
     

 

-------------><------------

Bailijesá - O AFOXÉ DO MARACUTAIA >>

* vídeos de Bel Acosta, Paebirú e etnohaus.

<---- No Bailijesá, os tambores de Maracatu dão lugar aos tambores de mão, o Yorubá se soma ao português e
em conjunto com a dança, transforma a riqueza da nossa raiz afro-brasileira em encantamento. ASÉ! ----->

O Bailijesá foi idealizado no dia 20 de novembro de 2011, Dia Nacional da Consciência Negra, e representou um divisor de águas. Esse projeto se desenvolveu a partir do processo de pesquisa acerca do ritmo ijexá. O baile-show contabiliza um repertório com mais de 50 ijexás, dentre eles músicas autorais que compõem o primeiro disco do grupo, BOCA DE NEGO.

Ao longo do baile o grupo passa por diferentes lugares do Brasil: representando o Rio de Janeiro, Paulo César Pinheiro e Toninho Geraes; São Paulo com composições contemporâneas de Kiko Dinucci e suas parcerias; Salvador com o clássico Afoxé Filhos de Gandhi da Bahia, Gilberto Gil, Caetano Veloso e Roque Ferreira; e Recife com os tradicionais Afoxés Oya Tokolé, Alafin Oyó, Oxum Pandá e Ylê de Egbá - referência de um ijexá secular.

O resultado é um baile que esquenta o clima por onde passa e conquista o público que, guiado pelas bailarinas, cai na dança e sai do show de alma lavada.

 

-------------><-------------

<<<< Bloco de Carnaval // Baque de Maracatu

O Bloco Maracutaia, nascido em 2005, é pedra fundamental do grupo, e tem como ponto de partida as pesquisas de Maracatu de Baque Virado - manifestação cultural do Recife, Pernambuco.

O Bloco realizou seu primeiro desfile carnavalesco em 2008 e atualmente reúne mais de 100 pessoas entre batuqueiros e dançarinos, arrastando milhares de foliões e fazendo parte da história afetiva e musical do Rio de Janeiro. Apaixonado pela rua, o Bloco Maracutaia é uma grande bateria de alfaias, caixas de guerra, tarois, gonguês, ganzás e agbês que emanam um ritmo potente, acompanhados pelo corpo de catitas - bailarinas, bailarinos e saias rodadas - abrindo espaço para o cortejo com uma evolução típica da dança do maracatu, fluida e imponente.

O carnaval é um dos ponto altos do trabalho, onde além de toadas autorais são entoadas loas das Nações de Maracatu de Baque Virado do Recife como, por exemplo, Estrela Brilhante, Porto Rico, Estrela Brilhante de Igarassu, Leão Coroado, Almirante do Forte, Cambinda Estrela e Encanto da Alegria. Fortes referências para o trabalho do grupo.

participe do nosso BLOCO DE RUA :: facebook >> facebook.com/groups/blocomaracutaia

OFICINAS >>>>>>

Percussão e Dança

O Maracutaia oferece oficinas de dança e música destinadas a todas as idades, para o público leigo ou que já tenha alguma experiência artística. Nas oficinas, percorremos o universo da cultura popular brasileira, em especial o maracatu e o ijesá, de forma lúdica, permitindo que sejam vivenciadas suas histórias e seus movimentos. As oficinas de dança e percussão podem ser ministradas separadamente ou juntas numa grande aula em que os alunos podem optar por aprender a dançar ou tocar.

As dinâmicas envolvem a descoberta de novas relações com o espaço e com o próprio corpo a partir da interação entre os brincantes. Além disso, a intenção é que sejam construídos coletivamente momentos rituais que dialoguem dança, toques e cantos.

Aula-Baile de Ritmos

Passando pelo Maracatu de Baque Virado, Coco, Ijexá, Ciranda, Baianá, Boi, e ainda outros ritmos das tradições como Nagô, Ketu e Angola, a aula-baile do Grupo Maracutaia é uma apresentação destinada a escolas, grupos, festivais, e busca mostrar para o público jovem e infantil as belezas, riquezas e peculiaridades dos toques e danças dos ritmos que compõem a cultura popular brasileira. Esse projeto do Maracutaia contribui com o cumprimento da Lei nº 9.394 que torna obrigatório o ensino de História e Cultura Afro-Brasileira nas escolas.

Histórico de Apresentações >>----->

BLOCO MARACUTAIA >>
Cortejos de Maracatu de Baque Virado pelas ruas do Rio de Janeiro -> Desde 2008

BANDA MARACUTAIA >> 2015
Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros - Goiás // Julho
O Passeio é Público - Centro RJ // Julho
Sarau Voa Juventude - Lapa RJ // Maio
Festa CoCo DuB ON com Grupo Bongar - Bola Preta RJ // Maio
Evento Oferenda#2 + Quermesse >> Ogundê! - Morro da Conceição // Abril
Ocupação etnohaus Bola Preta // Abril
>> 2014
Estréia do espetáculo BOCA DE NEGO na CAIXA Cultural Rio de Janeiro // Novembro
Bailijesá Bar da Rampa na Festa Retropicália // Agosto
Projeto DIA DE ZUMBI - Brasília - CAIXA Cultural Brasília - Pré-estréia do Espetáculo BOCA DE NEGO // Setembro
Oficinas de Percussão e Dança Ijexá : CAIXA Cultura Brasília // Setembro
Lançamento Coletânea etnohaus vol.1 - Sérgio Porto // Março
Lançamento Coletânea etnohaus vol.1 ESDI UERJ // Fevereiro
>> 2013
Fixos e Fluxos - Temporada Bailijesá Verão - Lapa RJ
Ocupação etnohaus - Pedra do Sal RJ
Abertura do Baile do Almeidinha / Hamilton de Holanda // Circo Voador - Julho
Arena Carioca Dicró // Maio
Semearte // UNIRIO
>> 2012
Festa Pés Descalços - Espaço Rampa RJ
Ocupação etnohaus - Espaço Terreirada Cearense
Norte Comum // Amostra Grátis // Geringonça SESC Tijuca
Dia da Consciência Negra - SESC São João de Meriti
Festival Estudantil de Artes do SESC Escola
ENEART SESC Tijuca
Aniversário do Afoxé Filhos de Gandhi RJ - Gamboa RJ
Festival da Primavera 2011 e 2012 - PUC/RIO
Dia da Consciência Negra 2011 - Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro
Festival Tangolomango 2011 Brasil Argentina // Circo Voador - Rio de Janeiro/ Tecnópolis - Buenos Aires
>> 2010 e antes
Viradão Carioca - Palco Praça Seca - 2010
Teatro Rival Petrobras 2009 - Orquestras Populares Cariocas
Semearte - UniRIO - 2008 [com Carlos Malta] / 2009
Abertura do show Pife Muderno - Circo Voador 2008
Semearte 2008 - UNIRIO
Festival Mola 2007 - Circo Voador RJ
Abertura Festival Hutuz Canecão
Geringonça - SESC Tijuca - RJ - 2007
Festival Eletrorgânico - Silva Jardim RJ - 2006/2007

-------------><-------------

Para mais informações ou obter o rider técnico e valores,
entre em contato com a nossa produção:
Leonardo Araripe
leoararipeproducao [@] gmail.com
maracutaia.contato [@] gmail.com
+55 21 99779.5529
>> CONEXÕES >>>>
facebook :: facebook.com/grupomaracutaia
twitter :: twitter.com/grupomaracutaia
soundcloud :: soundcloud.com/maracutaia

-------------><-------------

[+55 21] 3559 3633